Projeto dinheiro

Hoje volto a falar de Projeto de Deus para o País


21:36:352020-09-209:36:40 PM 09/20/2020

Quando me foi entregue todos os projetos, mesmo sem ainda conhecer a totalidade deles já me espantava ver que muitas daquelas ações realmente seriam de grande avanço para a libertação do País.

Entre todos eles alguns me chamavam muita a atenção e eram medidas bem radicais a ser executadas, Lembro com clareza de um sonho onde me era mostrado o dinheiro, cheguei a ficar curiosa pedindo para ver mais peças e também me surpreendia com valores que seriam destinados a cada projeto, nada era feito com cara minguados, quando noticiaram a nota de duzentos a primeira reação que tive foi “não é isto, não vai dar certo, para voltar ao propósito terão gasto um dinheiro desnecessariamente para criar um dinheiro que Deus não quer”, realmente,” nada de notas verdes, será um dinheiro cor do ouro, vale quanto pesa, em ouro se baseia a economia do País”.  E assim cada uma delas me era mostrada, além de que havia outro sentido para a troca. Fui levada a um salão muito grande, não tinha nenhuma janela, eram só algumas daquelas claraboias, mas a uma altura que não sei como o ar era trazido para dentro, porem havia, não vi nenhum ar condicionado e a sala era muito fresquinha, como se circulasse ar vindo de lá de cima, mas também não via aberturas.

o piso todo verde, no Paraná os prédios antigos tinham aquele piso emborrachado que foi sendo substituído aos poucos, mas ali ainda era esse, as mesas eram também em madeira muito pesada, longas mesas e se via uma ou outra cadeira dispostas em volta, sobre as mesas caixas, muitas caixas de papelão e dentro delas o dinheiro que já estava pronto para fazer a distribuição. Cheguei a abrir algumas delas que ainda não tinham recebido a etiqueta para transporte, era lindo de se ver, notas amarelas, mais forte que a nossa nota de R$  20,00 , outras caixas com um revestimento especial receberam as moedas, estas chegavam a brilhar bem diante dos meus olhos.

Enquanto estava ali muitos soldados do exército e funcionários dos correios etiquetavam todas as caixas que eram levadas em carrinhos de transporte para o lado de fora e colocadas já em ordem de distribuição, o único banco que para mim era bem visível era o Banco do Brasil, os carros forte que aguardavam do lado de fora e podiam ser vistos desta segunda sala, também tinham o emblema do Banco do Brasil e junto deste o emblema dos correios.

tudo isso me causou muita curiosidade, fazia muitas perguntas e mais uma vez me diziam, pergunte ao General Heleno, ou a outro General, mas mais velho do que ele. Alguém me pegou pelo braço e disse venha, nos colocamos numa plataforma de madeira e esta desceu para um outro salão tão grande quanto toda a estrutura de mateira desceu, como o chão de um elevador, na parte de baixo o dinheiro ainda estava solto em caçambas amarelas de mais ou menos 1,20 x 1,50 ou mais e tinham rodinhas, quando a plataforma começou a descer a pessoa que tinha me pego pelo braço, um homem de cor muito alto me disse cuidado não encoste nas paredes, tudo o que você esta vendo que parecem bolinhas, são explosivos de proteção, elas e que garantem que nada será roubado daqui de dentro, olhe, aqui estão os desenhos e as formas em metal. Confesso que me causou medo, mas eles me orientou e andava ao meu lado para a minha segurança, perguntei isto e a casa da moeda? Ele disse sim e não, hoje praticamente tudo funciona aqui, tivemos que tirar este material de onde estava, tem muito mais para ver, mas todo o resto terá que ser mantido em total segredo, assim só quem poderá te mostrar são os militares e mesmo eles, a maioria não entra até onde você já chegou.
Tudo era surpreendente, mas creio que e só até aqui que posso revelar, o local e todo o resto que me mostraram não posso revelar nada, só as pessoas autorizadas.

Quase quatro horas depois de ter visto tudo saímos e fomos para o mesmo pátio onde estavam os carros forte e os carros do Banco do Brasil e do Correio. Neste ponto encontrei com o General e ele disse, isso tudo que você viu ficará guardado com você, nem eu sei o que tem ai dentro, só estou aqui para esclarecer para você onde está, nada mais. O Almirante vai te mostrar mais uma parte sobre este projeto e o brigadeiro também tem algo para você saber, o que não conseguir desvendar pergunta ao General Heleno.
Entramos em alguns carros já que a equipe que saiu era de pelo menos 20 pessoas, era uma troca de turno, porque enquanto saíamos o mesmo tanto, menos eu entrava.

Com todas aquelas informações a minha noite foi longa, parecia que era eu que estava desenhando aquelas notas, estava fascinada, a mudança era enorme e representava o País com muita fidelidade.

As revelações deste dia não ficaram aí, ainda me foi passado o projeto cinturão, algo tão fenomenal, mas familiar, parecia que já tinha visto e vivido em cada um daqueles lugares.

No final estava sendo levada até o General Mourão e contestei dizendo, mas o gabinete dele não é aqui, e no Quartel General, eu já fui lá, mas isto foi dois anos antes de ter entrado no gabinete dele. Quando vim para conhece-lo o gabinete também era outro, ou seja falando hoje conheço quatro gabinetes do General Mourão e o que nós entramos ainda é diferente até do gabinete da Vice-Presidência.

Na parede de fundo tem algo que me chamou muita atenção, cheguei a me aproximar para poder ler.

Esta e uma parte do projeto de Deus que ainda nem começaram e quando me foi mostrado era uma das primeira ações a ser tomadas.

Lembro de uma pilha de mais ou menos 1 metro de altura por uns dez de comprimento e a largura da mesa, toda de projetos com capas amarelas e verdes, sendo as amarelas prioridade de execução., muitos deste projetos estavam em rascunhos ainda e a maioria assinados por mim, general fazia questão que assinasse e rubricasse páginas em cima e em baixo para comprovar o que estava ali e que não estavam com rasuras, um desenho tive que fazer três vezes, por que eu mesma rasurei e ele disse , não isso pode ser adulterado. Jair cumprimentou-me ao passar e estava com  grandes curativos em um dos braços, e onde não tinha curativos parecia que tinha sido mordido por cachorros, muitos rasgos no braço.

A curiosidade ai é que conheci a algum tempo aqui em Brasília um taxista que foi atacado por cachorros, o que me lembrou bem o que vi no braço do Presidente a quatro ou cinco anos atrás.

Acabo aqui este relato.


Maria do Rocio

Botão de pagamento

 

Pague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Busca no site

ROCIO

Escolha o idioma

Visitantes online

Temos 78 visitantes e Nenhum membro online

Estatísticas

Ver quantos acessos teve os artigos
6010

© 2020 VOCE É O MELHOR DE DEUS

Implantado por Emerson Sites e Sistemas